Então Tá! Vamos Falar de Música [Esse Cara Sou Eu]

esse-cara-sou-eu-roberto-carlos

 

Vamos a uma breve análise de algumas partes da letra pra traçar um perfil psicológico do cidadão em questão:

“O cara que pensa em você toda hora
Que conta os segundos se você demora
Que está todo o tempo querendo te ver
Porque já não sabe ficar sem você”

Claramente temos traços de obsessão logo na primeira frase, além de possessividade e falta de confiança considerando que este sujeito fica contando os segundos caso sua “amada” demore. Essa necessidade de querer ver alguém o tempo todo, aliada a falta de perspectiva de vida caso não esteja com essa pessoa são a receita para formar um serial killer.

“E no meio da noite te chama
Pra dizer que te ama
Esse cara sou eu”

Vejamos: o sujeito chama a mina no meio da noite, quando ela certamente está dormindo. Além de atrapalhar o sono da moça, que terá que ir trabalhar com olheiras e cansada no dia seguinte, o camarada possivelmente estava stalkeando o sono dessa coitada. Imagina que doentio, você dormindo e alguém te observando? Se ele não estiver na mesma casa e tiver telefonado é ainda mais bizarro, comportamento típico de quem irá matar essa moça e jogá-la num rio. Ninguém quer ser acordado no melhor do sono, nem pra ouvir um Eu te amo.

“O cara que pega você pelo braço
Esbarra em quem for que interrompa seus passos”

Sujeitinho truculento e mal-educado esse, não? Ele confessa publicamente que é agressivo e usa força bruta pra conseguir o que quer. Evite a todo custo ficar sozinha com esse cara, tampouco beber perto dele. Ele pode acabar pondo algo na sua bebida e violar sua integridade física. Além disso, o cara sai procurando confusão na rua com pedestres, fala sério, alguém prenda esse maluco.

“O cara que sempre te espera sorrindo
Que abre a porta do carro quando você vem vindo
Te beija na boca, te abraça feliz
Apaixonado te olha e te diz
Que sentiu sua falta e reclama
Ele te ama”

O cara sempre te espera sorrindo. Tem algo errado aí. Ninguém está sempre sorrindo. Já imagino a risada maligna deste pirado esperando por você com a porta aberta. Provavelmente pra te desovar em algum beco ou matagal. Novamente o sujeito reclama se você fica ausente por alguns instantes e dá pela sua falta. Cara, tô te falando, isso aí é cilada! Perto desse maluco, o maníaco do parque parece um filhote de poodle.

“Esse cara sou eu
Esse cara sou eu
Esse cara sou eu
Esse cara sou eu”

Olha a forçação de barra. O cara tem que ser ele, a qualquer custo! Que necessidade de auto-afirmação, meu. Sujeitinho infantil e inseguro, esse. E se você não quiser que ele seja esse cara? Ferrou, tarde demais. Ele vai ser à força!

Portanto, mulheres: se vocês querem um sujeito compulsivo, obsessivo, possessivo, ignorante, truculento, agressivo, inseguro, potencial serial killer, paranóico e stalker, esse é o cara certo pra você. Boa sorte nesse romance, espero que consigam identificar seu corpo pela arcada dentária. Isso se ele não arrancar seus dentes e fizer um colar.

 

Fonte: Byte Que Eu Gosto http://blog.bytequeeugosto.com.br/

Anúncios

Um comentário sobre “Então Tá! Vamos Falar de Música [Esse Cara Sou Eu]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s