CRÔNICA – NO BALANÇO DO BUSÃO #04 [Boletim de Ocorrência]

Por Alessandro Silva

 

Boletim_de_Ocorrencias_(2010)

 

 

Na correria do dia a dia, muitas vezes nem temos tempo de ler o jornal, assistir o noticiário na TV, assistir o capítulo da novela, acordamos cedo para trabalhar, estudar, depois temos academia etc… mas ali na fila do ônibus sempre tem alguém que sabe de alguma coisa e atualiza as notícias para nós pobres pessoas sem informação, mas como sem informação se andamos com um centro de informações nas mãos, o  aparelho celular, mas duvido que a maioria das pessoas usem essa ferramenta incrível para obter informação que se vale a pena ler, estão todos nas redes sociais, também não deixa de ser um centro de informações, mas da vida alheia, mas enfim, na fila do ônibus encontramos todo tipo de informação, as fofocas do capítulo da novela do dia anterior, que a filha ta namorando o ex da mãe, sei lá, uma coisa parecida, os homens comentam os jogos da rodada, comemorando, ou criticando aquele jogador ou o técnico do time, debatem o aumento da gasolina, do feijão, da passagem, mas o aumento do salário que é bom nada, comentam sobre os noticiários que estão pior que um episódio de Game of Thrones, que só fala de sangue e morte, e lá nem o anão se salva, e sinceramente isso me preocupa, a maior parte dos noticiários são dedicados a parte policial, até os jornais impressos as páginas policiais estão tomando conta, só perdem para as páginas de futebol, digo de esporte, mas as páginas de esportes não deveriam se chamar página de esportes, no plural, pois só falam de um esporte, o futebol, se são destinadas cinco páginas do jornal ao esporte, quatro são sobre futebol, sobra apenas uma página  para falar das outras dezenas de esportes, e as notícias são menores que os anúncios dos classificados, ou de anúncios de óbitos, há pessoas que apenas compram um jornal para ler sobre isso, páginas policiais e futebol, mas as pessoas como eu que não ligam para isso, sobra pouco para se deleitar na leitura de um jornal, seja impresso ou televisivo, não que as partes policiais não importem, isso é um mal sinal, de que falta segurança ,mas isso é assunto para outra ocasião, a bola da vez é que os noticiários de TV são como o DPJ, emitindo um boletim de ocorrência a cada manchete, a cada coluna,a cada minuto, as notícias não param, e as ocorrências também não, seja um furto, uma fuga, um assassinato, sempre tem um BO atrás do outro, mas a grande questão é, até quando? Na melhor das hipóteses esperamos por dias melhores, e eles virão.

 

Crônica escrita ao som de Jesus Culture, Live From New York 2012.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s