NO BALANÇO DO BUSÃO – CRÔNICAS BUSOLÍSTICAS #17 Frio

Por Alessandro Silva                                                                                                                 @lelesilvapinto

#NoBalançoDoBusão #CrônicasBusolísticas #PensoLogoEscrevo

images

– Winter is Coming.

Não, não é da nova temporada de Game of Thrones que estou falando, assim como na série de Tv americana o inverno nunca chega, a série chegou a sua sexta temporada e o inverno não chegou ainda. Nem aqui, o outono ai presente mas o calor escaldante se derrama sobre nós. Mas eis que o frio resolveu dar o ar da graça, chegou, os capixabas ansiavam por isso, era o assunto da vez nos corredores do busão e em qualquer lugar, foi a notícia mas comentada desde quando os meteorologistas a anunciaram. Não é aquele frio de tremer o queixo, de por meias nos pés mesmo dentro de casa, mas serviu para refrescar em meio ao verão que fazia em pleno outono. Os capixabas em geral adoram o frio, isso por que podem tirar do armário aquele casaco que está guardado desde o ano passado. Dentro do busão o cheiro de laftalina exalava no ar, as pessoas não mais com a cara na janela do ônibus buscando aquele ventinho para se refrescar, se encolhendo nos corredores para não encostarem uns nos outros, porque calor humano esquentava mais ainda. Nas ruas desfile de inverno. As pessoas exibindo seus looks de inverno, como toucas, luvas, cachecol, camisa xadrez, botas, enfim. Todos no clima. Mas tinha alguns que não estavam tão felizes assim com a chegada do frio. Os solteiros, que acham que o frio é bullying contra eles, e aqueles que não tem roupas de frio da moda, assim como eu, tenho apenas um casaco e nada estiloso.

Lembro-me de que na adolescência queria muito uma jaqueta jeans, todos tinham, menos eu, tinha apenas um casaco de moleton vermelho que minha mãe me comprou, mas não podia me dar a jaqueta. Então pedi uma à minha avó, e como toda avó faz a vontade dos netos ela me prometeu comprar, demorou um pouco, mas ela cumpriu a promessa, porém o frio já havia passado e todos já haviam guardado seus casacos e jaquetas de volta ao armário, mas o diferentão aqui não, eu quis tanto a jaqueta jeans que quando ganhei não vou usar? Nada disso, não podia estar um pouco nublado que eu já à vestia. Eu nem ligava para as brincadeiras dos colegas na escola.

– Nossa que frio é esse que você está esperando? Eles diziam.

– Nossa parece que ele só tem essa jaqueta pra vestir. As meninas cochichavam nas minhas costas, e eu nem ligava, era verdade mesmo, só tinha ela para vestir, e queria mesmo fazer bom uso dela. Nos dias nublados, na noite, lá estava eu com minha jaqueta jeans. Com o tempo ela se foi, hoje nem preciso mais dela, embora não tenha tantos casacos assim. Na verdade tenho dois, um preto e  o meu moleton favorito, o meu bem, que não está aqui agora para me esquentar nessa noite fria, mesmo se estivesse, ela é calorenta que só, estaria suando aqui agora. Meu cobertor de orelha não está aqui, mas para me esquentar tenho meu edredom e uma boa xícara de chá, que até esfriou enquanto escrevo essa crônica.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s